Vôo com WebJet, adrenalina e paciência total

18 de janeiro de 2012

Com a necessidade de locomoção a distância os vôos são indispensáveis hoje em dia, mas nem sempre uma experiência agradável.

Recentemente em visita a um cliente em Brasilia, nosso vôo partiu de Curitiba no horário previsto as 19:22 com duração prevista de chegada as 21:50. Como o tempo estava bem instável com certeza teríamos algumas surpresas.

Chegando em Brasília, o piloto tentou aterrisar mas teve que arremeter. Um primeiro susto….tentou outra vez e arremeteu novamente. Depois disso a chuva segundo o comandante não estava permitindo uma descida segura. Ficamos praticamente 45 minutos sobrevoando Brasília e acompanhando os boletins a cada 15 minutos.

Novamente o comandante nos comunicou que se tratava de procedimentos normais da empresa e que se não existisse uma novidade nos próximos 10 minutos, teríamos que ir para Goiânia e pousar lá. Parecia mais uma mensagem tipo: se nos próximos 10 minutos não tivesse novidades teríamos que descer em Goiânia, se não vai acabar o combustível.

A idéia do Comandante era descer em Goiânia, abastecer, aguardar informações do tempo e voltar para Brasilia. Chegamos são e salvos mas a viagem não acabaria. Passageiros preocupados e várias versões surgiram, algumas até com lógica:

Versão 1: O avião estava com problemas no trem de pouso e como na aterrisagem ele não desceu. Teve que sobrevoar Brasilia até diminuir o combustível para realizar uma nova tentativa.

Versão 2: As prioridades de descida num caso de chuva em Brasilia era de outras Cia aéreas. Pois tanto TAM como GOL aterrisaram. Pois percebemos que as outras CIA realmente desceram.

Versão 3: O piloto não tinha experiência suficiente para enfrentar um pouso arriscado.

Aguardamos no saguão de desembarque, mas as 23:30 a Cia decidiu em realizar o vôo de volta somente amanhã e que os passageiros teriam duas soluções: a) pousar em Goiânia e sair nos vôos de amanhã e b) pegar um ônibus fretado para Brasilia ainda hoje. Até aí tudo bem, pois perguntei quando iria ser o vôo de volta e segundo a CIA seria as 7:00. Para mim seria melhor pois descansava e sairia bem cedo. O Atraso no cliente seria no máximo de uns 30 min.

A organização da Cia apesar de não ser ideal foi razoável 0 à 10 uma nota 7. Tiveram que chamar alguns funcionários que estavam de folga e fomos para o Hotel. Brincamos entre os passageiros que se o Hotel for proporcional a tarifa paga, iria ser um Hotel bem espelunca. Bom a aparência era, pois estava em reformas, mas foi acima do esperado.

O problema foi no dia seguinte, pois o horário não foi o combinado. Todos iriam no vôo das 11:30.  Atrasou o vôo e cheguei no cliente somente as 13:30, pois de Brasilia até o cliente tinha uma viagem de carro de uns 30-40 min.

Agora o povo brasileiro é bem humorado, com esses momentos de espera no avião, aeroporto e etc. muitas piadas foram contadas e a maioria estava conformada com o fato.

Já aprendi…da próxima vez pegar um voô e chover muito,não posso esquecer  de trazer  um “kit aeroporto”.

Caro leitor, caso tenha uma história interessante envie para compartilhar.

Bom vôo a todos.

Deixe uma resposta